CRÍTICA: MEU NAMORADO É UM ZUMBI

junho 18, 2015


Sabe quando você assiste a um filme sem esperar nada? Pois é, eu vi esse filme sem nenhuma expectativa. Aliás, eu achava que ele ia ser bem tosco, mais um daqueles filmes super estereotipados, mas não é que ele me surpreendeu?

Estava eu, um dia desses em casa, sem fazer nada e resolvi ver um filme. Ai foi meio que no modo aleatório, e cliquei em Meu Namorado é um Zumbi. Ele é basicamente a história do R. Um zumbi que cultiva a capacidade de pensar apesar da sua atual condição. E aí que o filme já me ganhou logo no começo pelo fato ser contado quase todo pelo ponto de vista do R. E é muito legal ver toda a resistência ao que está acontecendo com ele.

Nesse futuro, após a ocorrência do desastre que transformou todos em zumbis, as pessoas que não foram contaminadas ou mortas se abrigaram em uma cidade murada, na qual, de tempos em tempos, jovens são enviados para fora dos muros atrás de coisas que possam ser úteis lá dentro. E aí que entra a nossa mocinha (que eu não lembro nome), que nada mais é do que uma desses jovens que vão para além da muralha.

Em uma das expedições, mocinha e zumbi se encontram e, da parte dele, é "amor" a primeira vista. E então a história começa a se desenrolar. Até aqui tudo parece muito bizarro, ok. Mas eu te garanto que você não vai se arrepender! 




Vamos aos pontos fortes do filme:

1. Desmistificação dos Zumbis - sim, é raro vermos qualquer forma de vida organizada entre os zumbis. No filme vemos até eles tentando de comunicar e combinando de irem "caçar" juntos. Ele explora o que, até agora, ninguém tinha explorado, a mente dos zumbis. Será que eles realmente não tem consciência? Quanto tempo eles demoram para se transformar totalmente?

2. Ponto de vista diferenciado - como eu já disse, o filme se passa do ponto de vista do zumbi e não do humano, algo que até então, poucos ousaram fazer. E claro, que isso é o que de fato dá a graça do filme. Eu nunca me imaginei torcendo pelo zumbi. Nunca, jamais.

3. É um filme leve - apesar do tema, achei o filme bem leve e qualquer um pode assistir sem morrer de susto. Ele está mais para um romance do que para qualquer outra coisa.

Agora o ponto fraco:

1. A mocinha - achei a personagem meio estranha. Sei lá, óbvio que ela tinha que estar lá para a história fazer sentido, mas achei ela passiva demais, ela nunca deu nem um tapinha no R. Tipo, um zumbi te sequestra e você só faz cara de nojo pra ele? Ela aceitou tudo na boa até demais.

No geral o filme é bom. Eu gostei muito e, inclusive, quando recomendei para os meus pais, eles me zuaram até. Depois, quando eles assistiram, morderam a língua! Os dois adoraram o filme! Mas além de toda a parte filosófica do filme ele também merece um destaque pela maquiagem, as cenas de ação os diálogos, mesmo que alguns não tenham de fato palavras. A atuação dos atores "zumbis" é muito boa mesmo. Você vai ter a supersensação de que eles estão mesmo se comunicando pelo pensamento.

Se você ainda não assistiu só posso dizer que você de fato está perdendo um filme muito legal!


Alguém ai já assistiu? Gostou? Me conta aqui nos comentários!

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You Might Also Like

2 comentários

  1. Eu vejo sempre comentando desse filme, mas eu ainda não assistir, ele parece ser muito bom *-*
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  2. Vim aqui dizer que eu amei seu blog e ele é um amor ♥ E sobre o filme, eu assisti no cinema (por falta de opção mesmo, porque não tinha muitas expectativas sobre ele) e super amei! Fiquei apaixonada pelo R! Muito bom!

    Beijos,
    Meu Conto de Fada

    ResponderExcluir

CURTE A PÁGINA!