EU, FORFUN E A VIDA

setembro 29, 2015




“Se a vida testa você, te faz de pano de chão, fica tranquilo porque nada é em vão...”

Eu não faço ideia de começar esse post. Sério mesmo. Eu queria apenas sentar aqui e divagar sobre a vida e a minha relação com Forfun, minha banda preferida da vida toda. Me desculpa se você não gosta, mas eles estão presentes na minha vida há tanto tempo, já passamos por tanta coisas juntos.

Um breve histórico: nós nos conhecemos quando eu tinha uns 13 anos e eles lançaram História de Verão. Sim, era aquele clipe de uma banda de meninos skatistas que lembravam o Simple Plan e que depois foram copiados pelo Strike (foi mal galera, mas é verdade). Depois disso tivemos muitas idas e vindas. Deixei a banda de lado diversas vezes, mas sempre acabo voltando. E olha que os hiatos de amor foram longos hein?! Mas garanto, todas as vezes que eu precisava de um conselho positivo eles estavam lá.

“Nem dinheiro, nem prazeres vão trazer o que você tá procurando... ou vão...”

Ai, mas se é tão bom, por que tem gente que não conhece? Por que tem gente que não gosta? Primeiro que a gente tem muita coisa por ai e ninguém é obrigado a conhecer tudo, e depois, eles tem música para quem gosta de pensar. As letras tem muito conteúdo e representam diversas fases da vida, e conforme a banda amadureceu ela criou um conteúdo que vem retratando a nossa sociedade. O lado feio para ser mais exata.

Acho que meu melhor momento com a banda foi quando descobri pessoas que gostavam dela também! Isso foi no último ano do Ensino Médio, e me fez ver que talvez eu tivesse corrido atrás dos amigos errados por mais tempo do que eu imaginava (e eu ainda acho que faço isso), já que nenhum dos meus amigos gostava. E mesmo assim, cá estou eu na segunda faculdade atrás de pessoas com o mesmo gosto musical, e olha, é difícil.

“Corre pra varanda e vem cá ver, faça sol ou chuva um lindo dia vai nascer...”

Nesse momento estamos vivendo um momento de depressão. Forfun acabou e está fazendo os últimos shows, e infelizmente, eu não vou. Por que? Vou viajar no dia do show deles em São Paulo, e a coisa é que eles nunca fizeram tanta parte da minha vida quanto nesse momento, e eu estou mesmo muito a fim de ir em um show dessa banda que me acompanha há 10 anos! Você tem noção do que é isso?

E o que me faz amar tanto eles? É eles falarem da vida. É eles acreditarem que tudo na vida é uma questão de perspectiva, e que se você se esforçar e ficar tranquilo, tudo vai se ajeitar. Eles também falam muito de estar bem consigo mesmo e aproveitar tudo que o mundo tem de bom pra dar.


“Eu não sei dançar mas danço mesmo assim, danço pra rir de mim, faço um par comigo...”

Então, só me resta agradecer! Agradecer por esses 10 anos de amizade e por me trazer a paz e a felicidade quando eu mais precisei, e por me ensinar que para o mundo melhorar eu tenho que fazer a minha parte.

PS: No Tumblr tem uma galera bem fã! Vale procurar lá essa comunidade tão positiva!

 
Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima

You Might Also Like

8 comentários

  1. Não sou fã, eu costumava a ouvir muito uns anos atrás e por coincidência, tava ouvindo músicas deles ontem (bateu saudade) e faz um tempo que não acompanho de perto o trabalho deles mas lamento muito o termino de uma banda que sempre admirei. Não consigo nem imaginar como deve ser para você que é ,realmente, fã.
    Eles param de cantar mas a música fica com a gente pra sempre.

    super beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Acho que teve muita gente que ouviu eles quando era adolescente e depois perdeu um pouco do que aconteceu com eles! Eu fico triste por eles acabarem mas serei agradecida pela companhia durante todos esses anos! :)

      Excluir
  2. é sempre complicado bandas favoritas acabando. Ou perder shows muito esperados por qualquer motivo :(
    Não conheço Forfun. Mas mesmo assim achei legal o seu post. As bandas favoritas (especialmente na época do colégio e tal) marcam muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As bandas da adolescência parecem que são as que tem mais significado! Principalmente hoje que o mercado da música tem tanta coisa entrando e saindo que a gente nem consegue acompanhar direito!

      Excluir
  3. Ah, menina, você tá passando por quase a mesma coisa que eu passei quando a minha banda favorita, o Sentenced, acabou. Eles iam tocar no Brasil e acabou não rolando, então a banda acabou sem que eles viessem pra cá uma única vez. Fiquei tão triste que chorei litros quando li a notícia no site. Quando a gente gosta de verdade de uma banda parece que eles realmente são nossos amigos e que fazem parte da nossa vida, já que estiveram com a gente durante tantos momentos bons e ruins. Mas a gente supera! hahaha

    Um beijo,

    Camila
    http://acartavioleta.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que superar né? Afinal, a banda se vai mas as músicas ficam! E ainda bem que elas ficam! :)

      Excluir
  4. Não sou tão fã quanto você, mas eu gosto do som SIM!

    E imagino a sensação dos fãs =/

    ResponderExcluir

CURTE A PÁGINA!