CARTÃO DE CRÉDITO: PORQUE VOCÊ PRECISA DE UM

by - fevereiro 09, 2016

 
E hoje tem mais post sobre finanças sim! No último eu compartilhei com vocês um pouquinho de como funciona minha vida financeira e uma planilha marota pra você começar a controlar seus gastos também.
Mas eu sei que tem um assunto que assusta muito quem tá começando a trabalhar agora, e quem tá começando a administrar as finanças agora, que é CARTÃO DE CRÉDITO! Calma aí galera, antes que você surte, deixa eu te falar um pouquinho de como é importante ter um. Juro que se você souber usar ele direitinho, vai trazer mais benefícios do que prejuízos.

O cartão de crédito é uma ferramenta que serve para você, basicamente, adiar o pagamento de uma compra. Com ele você pode parcelar suas contas e ao invés de pagar na hora, você vai pagar só no mês seguinte. E é ai que todo mundo se enrola e perde o controle. Porque, apesar de ser muito bom, você não pode prever os gastos que você vai ter no futuro, e ai pode ser que aquele valorzinho que você poderia ter pago a vista, mas preferiu pagar no crédito, faça falta na sua conta.

Então vamos a minha primeira dica: tenha um valor mínimo para pagar qualquer coisa no cartão de crédito. Estabelecer esse valor é importante porque te impede de cometer gastos desnecessários. Hoje em dia meu valor mínimo é de R$ 200, mais ou menos, as vezes um pouco menos, depende da minha conta, mas se a coisa é menor que esse valor, ou eu não compro ou eu pago a vista.

E isso me dá a segunda dica: tenha um número máximo de parcelas que você está disposto a dividir aquele valor. O meu número máximo de parcelas é 6. Tudo que passa muito disso, eu já começo a me sentir meio mal tendo que pagar. Claro, que às vezes não dá pra parcelar no número máximo, e ai eu me permito parcelar em mais vezes. Mas no geral, eu parcelo em até 6 vezes.

Outra coisa importante é: defina qual deve ser o valor máximo da fatura. A maioria dos cartões pode ir alterando seu limite (sem sua autorização) conforme eles vão tendo a confirmação de que você é um bom pagador. Então, ter um limite pessoal de quanto você pode gastar facilita muito o controle. Para controlar certinho você pode usar uma planilha ou anotar em um caderninho, ou ir olhando o extrato pelo banco.

Bem, agora que você já entendeu que o cartão de crédito pode ser bom e que tem jeitos de usar sem se ferrar, vamos falar como você pode escolher seu cartão.

Cartões geralmente podem vir direto do banco ou de empresas operadoras de cartão de crédito. O que diferencia cada cartão de fato é para quem você vai pagar e a bandeira, que pode ser Visa, Mastercard ou Elo (essas são as mais conhecidas). E claro que o pulo do gato é: preste atenção no valor de anuidade do cartão. Geralmente esse valor pode crescer anualmente, o que faz com que seu cartão saia mais caro do que você imaginava. Mas antes que você se desespere, existem cartões que não cobram anuidade e bancos que negociam esses valores.

Também é importante falar que você pode escolher se a fatura vai ser paga através de débito automático ou não (geralmente quando o cartão vem direto do banco). O bom do débito automático é que sua única preocupação é a de deixar o dinheiro na conta para pagar, e o ruim é que não tem como antecipar o pagamento, ou seja, se você definiu que o pagamento será feito todo dia 10, então ele será feito todo dia 10. Caso você prefira receber a fatura em casa, o pagamento pode ser feito qualquer dia desde o recebimento da fatura, até a data de vencimento.

Espero muito que vocês tenham curtido as dicas, e se vocês quiserem que eu fale de algum assunto  mais específico, ou tem alguma dúvida, deixe um comentário! Vou adorar responder.

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You May Also Like

8 comentários

  1. Adorei suas dicas Ana, são bem parecidas com as que sigo, eu procuro dividir no máximo a depender do valor é 6x, mas ultimamente eu divido de 3x ou 4x, por causa dos juros do cartão de crédito, e outra dica excelente que você falou é o cartão sem anuidade (vou fazer uma propaganda sem autorização aqui), comecei a usar há pouco tempo o cartão de crédito Saraiva e eles não cobram e isso que me fez escolher ele, dps dos aumentos dos juros, enfim cartão é bom mas acho que na época que estamos o melhor é tentar não usar e deixar somente para as necessidades e quando for usar, usar com consciência e sabedoria pra não se atolar nas dividas. Beijos Ana :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia que o cartão Saraiva não tem anuidade!
      Estou bem tentada a fazer um, só pelos descontos em livros!
      :)

      Excluir
  2. Ótimo post! Acho que o cartão não é esse vilão não, só é preciso ter cuidado. Eu controlo os gastos do cartão numa planilha, e também faço como você falou, fico de olho nas parcelas, anuidade, etc. Se souber ter um controle é ótimo! :)

    Beijos!
    Vestindo o Tédio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente!
      Eu tinha pavor do cartão, mas hoje acho ele uma mão na roda na hora de planejar viagens ou comprar eletrônicos!
      É só saber usar!
      :)

      Excluir
  3. oi, oi.

    eu tive cartão de crédito apenas uma vez na minha vida, mas em menos de um ano cancelei. escolhi um dos piores bancos desse mundo: Bradesco. juros altíssimos. pra piorar, minha conta era corrente, então, fodeu com tudo. sinceramente, não nasci pra ter cartão de crédito com um salário pequeno. vou esperar ficar rico ou ganhar bem pra me aventurar nesse mundo lindo novamente. hahahaha.

    mas, ó, aqui vai minha dica pra quem não quer cartão de crédito: há os cartões pré-pago, onde vc deposita o dinheiro como se fosse uma recarga e vai usando com se fosse crédito. coisa mais linda vida. <3

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relaxa que tem muita gente como você!
      Já ouvi falar desses cartões pré-pagos e acho ótimo, principalmente para pais que querem dar mesada para os filhos, ou para viagens!
      :)

      Excluir
  4. Eu AMO cartão de crédito. Uso o nubank e acho muito mais fácil de controlar todos os gastos do que no dinheiro. Ótimo post. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também! Acho que depois que a gente aprende a usar, ele pode virar uma ótima ferramenta!
      :)

      Excluir