CDB - UM INVESTIMENTO QUE VOCÊ DEVE CONHECER!

by - março 29, 2016


Olá pessoas, tudo bem? Olha só quem está voltando com os posts sobre finanças?! Sei que eu fiquei duas semanas sem preparar nada, mas juro que é porque tava tudo bem corrido, quem acompanha o blog percebeu. Mas agora as coisas estão começando a se endireitar e eu estou aqui para voltar a compartilhar com vocês um pouco mais do mundo das finanças.

Seguindo a linha do último post (a Clayci, do Sai da Minha Lente, deu uma lição sobre Investimento do Tesouro Direto neste post aqui), hoje vamos falar sobre mais uma forma de investimento. Essa é a maneira mais comum que as pessoas tem de fazer seu dinheirinho render.

CDB é um certificado de depósito bancário, ou seja, são títulos transferíveis que os bancos emitem para financiar as suas atividades. Então, quando você adquire um CDB você está de certa maneira contribuindo para que o banco possa continuar funcionando. Eles são muito utilizados porque você tem a possibilidade de pré estabelecer a taxa de juros que o banco vai pagar para você enquanto o seu dinheiro estiver lá.

Existem 2 tipos de CDB, o pré-fixado, que é o que eu falei acima e o pós-fixado, no qual a rentabilidade vai se basear em algum indexador no final do período estabelecido de investimento.

Os custos principais do CDB são o IOF e o Imposto de Renda. O IOF (ou Imposto sobre as Operações Financeiras) é cobrado na aquisição, cessão, resgate, repactuação ou pagamento para liquidação de títulos de renda fixa, que é o caso do nosso amigo aqui, com um prazo menor que 30 dias. Ele é regressivo, então quanto maior o tempo que o dinheiro fica aplicado, menor o imposto que você vai pagar. O Imposto de Renda, tem uma alíquota varia de acordo com o prazo da aplicação: 22,5% do lucro para investimentos de até 180 dias; 20% para 181 a 360 dias; 17,5% para 361 a 720 dias e 15% para 721 dias ou mais (Infomoney).

Eles são bem fáceis de usar, porque basicamente, todos os bancos recorrem a esse tipo de título. É bem legal que você pode simular em diversos sites o futuro rendimento do seu investimento. O mais legal e seguro que eu achei é esse do InfoMoney. Nele você também acha mais explicações sobre o CDB. Ele é bem simples, e existem alguns cuidados que você tem que tomar.

1. Pesquise, pesquise, pesquise

Como eu já disse, a maioria dos bancos recorre a esse tipo de título, então existem diversas opções para você. É super fácil achar as informações nos sites dos bancos, e é tudo bem explicado. É sempre bom se atentar as informações básicas: tempo de permanência, valor mínimo e a taxa de retorno. 

2. Converse com o seu gerente

Caso você resolva fazer um CDB no seu banco, converse sempre com o seu gerente, ele vai ser sempre a pessoa mais indicada para te ajudar. Sei que ele, na maioria das vezes, vai querer te empurrar as coisas, que nem vendedor de telemarketing, mas se ele não souber te explicar direitinho sobre investimento, eu não sei quem vai conseguir. E ele também vai conseguir te explicar direitinho como o Imposto de Renda e o IOF vão incidir sobre o seu investimento. 

3. Se planeje

Uma coisa que não falei, é que caso o banco quebre, todos os investimentos são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, que vai te devolver até R$ 250 mil em papéis de um mesmo banco. Então caso você queira investir mais do que isso, é bom dividir em vários bancos. Mas como eu sei que quase ninguém tem essa pequena fortuna para investir, é sempre bom lembrar que o dinheiro investido vai ficar meio que parado, então você não pode depender dele para nada ok?

Já sei, ficou parecendo que é fácil demais né? Mas olha, é mesmo. Investir não é nenhum bicho de 7 cabeças, é questão ter acesso a informação mesmo e conhecer as ferramentas disponíveis. Conheço várias pessoas que gostam muito de usar o CDB pelo bom retorno, já que as taxas são bem boas mesmo, e pela facilidade de você poder fazer no próprio banco, com quase nenhum risco, já que basicamente, o risco que tem é do banco quebrar.

Então fica para você mais uma forma de investimento, e me conta nos comentários, você já ouvir falar do CDB? Você faz algum investimento? Vou adorar mesmo saber! Ah, se você não quiser deixar sua dúvida nos comentários, manda um e-mail para contato.omundodaana@gmail.com

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You May Also Like

4 comentários

  1. Oi Ana, bacanérrimo esse post! Acho que um bom gerente faz MUITA diferença mesmo. E planejamento sempre, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Ter um bom gerente e manter um dialogo com ele na hora de investir é essencial. E claro, planejamento sempre! :)

      Excluir
  2. O bom do CDB é o Fundo Garantidor de Crédito! Sem dúvidas, por isso que dependendo do tipo de conta que vc tenha. O próprio gerente aconselha não investir tudo e reservar uma parte.

    AMEI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Acho que é por isso que muita gente prefere investir nele!
      Fico feliz que você gostou! Tentei fazer o mais completo possível, sem forçar a linguagem!
      :)

      Excluir