CRÍTICA: O REGRESSO (PARA COMEMORAR A VITÓRIA DO LEO!)

março 04, 2016


Olá pessoas! Frente ao post de segunda (clica aqui para você saber do que eu estou falando), e um pouco atrasado porque devia ter saído ontem, preparei uma crítica especial sobre o filme O Regresso, que, a não ser que você viva em uma realidade alternativa, rendeu ao Leonardo Di Caprio, o primeiro Oscar. E gente, foi muito merecido.

O Regresso é um filme baseado no livro homônimo de Michael Punk e publicado no Brasil pela Intrínseca. Ele entrou em cartaz no nosso cinema no dia 04 de Fevereiro, e só concorreu, a tipo assim, 10 estatuetas no Oscar, rendendo a de melhor ator ao Leo. Ele conta, sendo bem básica, a história de um grupo de caçadores e comerciantes de pele no século 19 que se vê preso em terras americanas inexploradas, tendo que enfrentar o frio, ataques indígenas e os animais para retornar a sua casa. Dentro desse grupo, encontra-se Hugh Glass (Leonardo Di Caprio), um lendário explorador, que irá passar por situações inimagináveis.

Já começo dizendo que você vai passar por muita aflição. Isso mesmo. O filme tem muitas cenas que dão muita aflição. Não é um filme violento, mas tem muito machucado e sangue, tem coisas que acontecem que vão fazer você sentir a dor da personagem.

Quando eu assisto um filme (se você já leu minhas críticas, você deve ter percebido isso) eu presto muita atenção no roteiro, e majoritariamente, isso é o que vale para mim. E mesmo eu tendo visto críticas negativas, achei que o roteiro do filme foi muito bom. Eu consegui acompanhar as viagens das personagens como se eu estivesse lá. Os, poucos, diálogos, foram muito bem feitos e o conjunto fotografia, roteiro e atuação casaram muito bem. A história foi conduzida de maneira que você conseguisse viver aquele momento junto com o filme. Ao contrário de outros filmes, nesse eu não senti a necessidade de explorar o passado das personagens, porque só o presente já foi suficiente para mim.

Outra coisa muito positiva é a fotografia. Eu já disse isso antes, e volto a repetir, não gosto de filme muito escuro. Prezo muito por filmes, séries, que tem muito branco, azul, amarelo, tudo claro, intenso. E O Regresso é bem assim. Como a maior parte do filme é em uma floresta onde está nevando, foi muito prazeroso assistir. As imagens são muito bonitas, e eles usam aquela lente grande angular que dá mais profundidade. Para deixar tudo mais exemplificado, vou deixar esse link, do Outro Blog, da Katarina Holanda, onde tá explicado de maneira bem legal como ela é maravilhosa.

Agora vamos a parte que tá todo mundo esperando: atuação. Gente, Tio Leo tá demais nesse filme. Como ele tem pouquíssimas falas, o filme tinha tudo pra ser chato. Mas não, a atuação dele é sensacional. Ele consegue passar para o espectador tudo que a personagem tá sentindo, e ai a gente volta pro começo quando eu falei que você vai passar muita aflição. É surreal. O Tom Hardy, que faz, meio que o antagonista, também tá maravilhoso. Meus pais ousam até dizer que ele foi melhor que o Leo até. E gente, o cara mandou muito bem, mesmo. Eles formaram uma dupla incrível.



Eu amei muito o filme, e achei que valeu incrivelmente a pena. O Regresso em si, é uma experiência cinematográfica única. A única coisa que eu tenho para falar nesse fim é, assista o filme, no começo parece que as peças não vão se encaixar, mas no final todas elas se encaixam e fazem as coisas terem sentido. Tudo fica explicado, e não tem ponto sem nó nessa história.

E você? Assistiu O Regresso? O que você achou?

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You Might Also Like

2 comentários

  1. Oi, Ana! Obrigada pela indicação, que bom que curtiu! <3 Acho que o grande lance de O Regresso é esse mesmo, fazer a gente sentir que tá lá. Eu achei um filmão! Mas depois vendo o trailer, acho que estraga muito da experiência, eles mostram tudo! Até a maior motivação do roteiro. :/ Vale a pena ver sem saber muito. Oscar de Leozin super merecido. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que esse filme vale muito a pena ver sem ler os plots que estão pela internet, que fala que é um cara querendo vingança e tals, porque é um filme para você ver e curtir o momento! E se concentrar só no desenrolar dos fatos!
      Leo mereceu demais o prêmio! Ele leva a gente a ter várias sensações, sem nem abrir a boca!
      :)

      Excluir

CURTE A PÁGINA!