CRÍTICA: O INCRIVEL AGORA - MILES TELLER, SHAILENE WOODLEY E A SUTILEZA DE QUESTÕES IMPORTANTES

by - abril 07, 2016


Uma das coisas de falar sobre filmes no blog é assistir filmes sem culpa nenhuma, porque simplesmente eu tenho que assisti-los para poder escrever sobre eles aqui. E sério, eu amo assistir filmes. É uma das coisas que me deixa mais feliz nesse mundo! Bons tempos que eu só via filme na estreia na primeira sessão... E graças ao bom Deus, que alguém inventou o Netflix, e o Popcorn Time, e a Internet, com certeza.

Vou começar esse post com um desabafo. O Incrível Agora (The Spectacular Now) foi um dos filmes mais difíceis de achar da vida. Eu sei, ele é de 2013, mas (acho que) ele não chegou a passar nos cinemas no Brasil, e eu venho tentando achar ele online a décadas e só agora o Netflix me deu a chance de ver esse filme, com dois atores que se tornaram uma espécie de vício nos últimos anos. Vou dizer também que eu não tenho nenhum problema com filmes dublados, mas você precisa saber que: esse filme você deve assistir legendado. A dublagem tá parecendo livro mal revisado.
O Incrível Agora conta a história do Sutter, interpretado pelo Miles Teller, que é um adolescente no último ano do ensino médio e que vive na filosofia de que a única coisa que importa é o agora. Ele começa nos contando sobre seu relacionamento com a Cassidy. Eles eram o casal da escola até que certo dia um mal entendido fez com que o relacionamento acabasse. Então um dia ele resolve ir atrás dela, porém, ele bebe um pouquinho demais e acaba dormindo em um gramado, e é encontrado pela Aimee, que é a Shailene Woodley, e que vai fazer com que ele passe o resto do filme tendo um dilema pessoal entre estar preso ao passado e se jogar no futuro. Mas calma, esse filme está longe de uma comédia romântica. Ele é um drama com pitadas de comédia, que aborda temas difíceis como abandono, alcoolismo, e como as pessoas ao nosso entorno podem influenciar nossa vida.

Só para descontrair!
Sutter, que é um personagem interessantíssimo. Ele é o piadista da turma, sempre vê o lado positivo da vida, e de certa maneira, sempre tenta ajudar as pessoas ao redor dele, prova disso é que várias seu amigo questiona de porque ele está saindo com a Aimee, e a resposta é sempre: eu acho que posso ajudá-la, mas de certa forma eles se ajudam mutuamente.  Como eu já disse, o Sutter, é um cara que adota a filosofia de que o que realmente importa é o agora, e ele tenta trazer as pessoas para essa filosofia. E até certo ponto ele é convincente. Mas eu, e você, sabemos muito bem que o nosso passado e nossos sonhos influenciam e muito nas decisões que nós tomamos hoje. E eu acho que aí que está a beleza, ou a grande questão, do filme. O tempo inteiro navegamos entre as coisas que fizeram o Sutter ser como ele é e o que ele está fazendo com isso. E ele evita muito se apegar as coisas, fazer planos. É muito difícil fazer com que ele prometa as coisas.

Mas não tão distante dele está a Aimee. Até conhecer o Sutter, ela tinha uma vida tranquila, sem muitas emoções e tudo vira de ponta cabeça sabe. Ela, assim como ele, não enxerga o lado ruim da vida, mas ela é muito mais preocupada com o futuro, e ela não se apega tanto ao passado. O namoro dos dois faz com que ela consiga se desprender de algumas amarras e ela começa a aproveitar mais o agora. Então um é o contraponto do outro. Mas não digo que o namoro é de todo bom, ele faz com que ela comece beber, e não é uma coisa pontual, é uma coisa constante. Mesmo o filme não tratando abertamente do assunto, ele mostra de forma sutil, os impactos do alcoolismo na vida de uma pessoa. Juro que é bem sutil mesmo, porque talvez, para algumas pessoas, isso não fique muito claro.

Outro ponto importante do filme é a questão do abandono e como isso afeta a vida das pessoas. Não vou entrar em detalhes, porque poderia dar brecha para algum spoiler. Mas posso dizer que ele de certa forma, trata de diversas formas de abandono, e de mostra como quem foi abandonado pode ter mudanças significativas na personalidade, as vezes tornando essa situação um ciclo vicioso.

No geral, gostei muito do filme. Ele é visualmente bonito, como vocês sabem, gosto de filme claros, aliás, não sei se esse conceito é muito bom, mas eu adoro cenas externas, bem iluminadas, em que eu consiga ver muitos detalhes, e esse filme tem bastante disso. Se você assistir de maneira atenta, vai perceber que a história tem muitas sutilezas. Em nenhum momento eles tratam os pontos que eu falei de forma clara, eles apenas mostram as situações fazendo com que você se sinta na pele das personagens. Os diálogos são muito bem construidos, e o roteiro não deixa nenhum buraco, coisa que eu venho sentindo falta nos filmes mais atuais.


Não tenho hábito de dar notas por aqui, mas talvez eu comece, mas com certeza esse seria um 5 estrelas de 5 estrelas.

E você? Já assistiu O Incrível Agora? O que você achou? Vem discutir comigo nos comentários!

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You May Also Like

12 comentários

  1. Nossa, eu nem lembrava dele! Lembro quando saiu o trailer, mas acabei não vendo depois. Obrigada pela dica. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei fissurada em tentar achar ele, mas depois acabei largando mão!
      Mas, Netflix me fez lembrar dessa belezinha!
      :)

      Excluir
  2. Não tinha ouvido falar desse filme, mas fiquei interessada agora rs Que bom que tem na netflix :D
    Beijos! =**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, pode assistir que vale a pena!
      Os atores são bons, e é uma ótima reflexão!
      :)

      Excluir
  3. Adorei esse post e os outros tbm, amo blogs sobre cinema <3 Continue seu trabalho, adorei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Giiii! Que bom que você gostou! Espero que você volte mais vezes! :)

      Excluir
  4. E não é que fiquei com vontade de assistir ?
    E descobri qual foi a decisão dele? Sei lá.. COISA DE FILME, mas fico imaginando o que EU faria se tivesse que optar >.<
    Difícil né?

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Huahauhuahahauuahuahua! Juro que vale a pena, nem pela decisão, mas pela discussão. E realmente, durante o filme eu me peguei pensando no que eu faria no lugar do Sutter.
      Acho que eu, toda ansiosa, ia dar uma pirada hard!
      :)

      Excluir
  5. AHHHHHHHHHHHHHH ESTOU DOIDA para ver esse filme, eu não sabia que já tinha no NETFLIX, caramba! Eu adoro esse ator, os dois para falar a verdade! Adorei o quadrinho haha obrigada por me avisar que já chegou no netflix, vou assistir assim que puder! Parece ser um filme bem fofinho, desses que a gente nem percebe que passou tanto tempo e o filme vai acabar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Eu também adoro o Miles e a Shailene! E eles juntos então?
      De nada! Acho que fui bem perspicaz nessa!
      Quando vi no Netflix já assisti e já vim espalhar pro mundo essa novidade maravilhosa!
      :)

      Excluir
  6. Excelente trabalho o seu, falou bem sobre o filme, pra mim só ficou faltando um final melhor, mas o filme é show. Me emocionei. Assisti pelo Telecine Play.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final é meio óbvio, mas é um filme para pensar! O que tá valendo é a jornada!
      Que bom que você gostou da crítica! Sempre tento trazer meu ponto de vista como espectadora, até pq, não sou expert em cinema!
      :)

      Excluir