FILME X LIVRO: HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX

by - julho 28, 2016

Essa, com certeza, foi uma das alterações mais do que necessárias para que o filme fluísse bem. Porque quem leu o livro sabe o que realmente rolou com a profecia.
 
Olha a Maratona Literária de Inverno 2016 surtindo algum efeito na minha vida. Não, não consegui ler todos os livros, mas olha só, já li e já assisti Harry Potter e a Ordem da Fênix! Pra quem tava demorando meses para ler, até que fui bem rápida não?

Então, Harry Potter e a Ordem da Fênix é o quinto livro da série Harry Potter, da J.K. Rowling, e nessa nova aventura, nós vamos ter nossos queridos personagens em sua versão mais adolescente até agora. O Ministério da Magia quer a todo custo desacreditar os fatos do último ano (a.k.a. quarto livro), e a credibilidade do nosso bruxo favorito vai ser colocado a prova, e novos obstáculos irão aparecer em seu caminho.

Vou começar com as coisas legais desse livro ok?

Apesar das 870 páginas, a história é bem fluida e gostosa, a JK soube envolver a gente com o enredo e explorar aspectos totalmente novos, principalmente quando ela nos apresenta lugares mágicos além dos que já conhecemos, como a sede do Ministério da Magia e o hospital mágico, St. Mungos. Eu me diverti muito com essas novas descobertas, e definitivamente, é um ponto muito positivo. Além disso, a autora dá uma aprofundada na relação dos bruxos com os outros povos mágicos, o que só expande mais ainda o universo criado. E o mais legal foi que, ao contrário do último livro, eu não achei que esse tinha partes desnecessárias, aliás, até tinham algumas coisas meio desnecessárias, mas bem menos e mais tranquilas que a do livro anterior.

Outra coisa legal foi que o número de personagens trabalhados foi bem maior. Mesmo o foco ainda sendo no Harry, eu achei que aqui nós conhecemos melhor alguns personagens e tivemos bem mais interação entre o Harry, a Hermione e o Ron com outras pessoas, como por exemplo, a Gina, a Luna e o Neville, que (tirando a Luna que só aparece nesse livro) eram personagens que estavam presente, mas eram pouco explorados. Aliás, é legal que aqui, passamos a conhecer mais do Snape, do Sirius, do James e do Lupin, que como nós sabemos, tem uma relação meio complicada não é mesmo?

Agora vamos lá, existe um aspecto que eu consegui gostar e odiar ao mesmo tempo. A personalidade do Harry. O negócio é o seguinte, a JK conseguiu trabalhar de maneira absurda a fase da adolescência, que é mesmo, uma fase complicada na vida das pessoas e deixa todo mundo meio retardo, e realmente, se você reflete, o comportamento do Harry é bem característico da idade. Porém, você pode até entender isso, mas nada apaga o fato que ele está absurdamente insuportável! Ele é chato pra caramba! Revoltado, mimado! Sim, ele é absurdamente mimado, apesar dos pesares, e a Hermione e o Ron são verdadeiros anjos, super compreensivos, eu teria mandado pastar a muito tempo.

Eu também gostei muito do jeito que o romance foi colocado na história. Eu sei, não é um livro de romance, mas são coisas características da idade, e achei que foi bem trabalhado e deu a leveza necessária a história, que digamos, até o momento, é uma das mais pesadas.

Livro a parte, o filme foi uma boa adaptação. Boa porque ela se manteve fiel aos propósitos da narrativa inicial, ou seja, chegamos ao ponto em que a autora queria, que era focar no retorno do Voldemort, e como sempre, algumas mudanças foram bem necessárias e deram um tom de cinema a história. Mas, é inegável que algumas informações ficaram meio perdidas. Quer um exemplo? A situação do Percy. Sim, no livro tem todo um enredo em volta da família Weasley envolvendo o Percy, e no filme, a personagem é jogada em algumas cenas meio sem sentindo nenhum. Porque não adianta, quando ele aparece você fica meio: mas o que ele tá fazendo ai? Ficou parecendo que a inclusão dele foi mais para fã ver do que por qualquer outro motivo, porque só quem leu entendeu ou percebeu porque ele estava ali.

Mas como todos os filmes, fotografia, linda, capricho na produção lá em cima! E preciso dizer, a caracterização da Umbridge (a personagem mais odiada do mundo) foi maravilhosa! A atriz foi maravilhosa, e o figurino, o cenário, tudo foi maravilhoso.

Resumindo, até o momento, foi um dos livros que eu mais gostei, mesmo odiando o Harry quase ele inteiro. Porém, o melhor filme pra mim ainda é o Cálice de Fogo, desculpem-me.

Agora me conta aqui, qual o seu livro preferido da série Harry Potter? E o filme? E ah! Mais uma coisa, o que vocês acharam do Sirius depois de ler esse livro? Vou adorar discutir isso com vocês.

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You May Also Like

0 comentários