CRÍTICA: DOUTOR ESTRANHO - UM FILME TODO DIFERENTÃO

by - novembro 15, 2016


Sábado eu finalmente fui assistir a Doutor Estranho, o novo filme da Marvel, que veio pra completar mais ainda a história dos vingadores. E eu preciso dizer que, é muito bom.
Doutor Estranho conta a história do Dr. Steve Strange, um médico genial porém arrogante e cheio de manias. Até que um dia ele sofre um acidente de carro e tem alguns problemas motores, o que faz como que ele fique obcecado em melhorar, tanto que ele embarca em uma viagem para o Nepal a fim de achar um guru que possa ajudá-lo. E ai que tudo começa.

Preciso começar dizendo que esse filme vem para quebrar um pouco com o que estava sendo produzindo. Ele quebra um pouco da dinâmica dos filmes já conhecidos, e traz elementos de produção novos. Esse é um dos filmes mais diferentões da franquia, e valeu cada centavo no ingresso.

Vamos lá! Como vocês sabem, eu gosto de filme claro, e esses filmes de heróis, para mim, quanto mais cara de desenho animado, melhor. Dr. Estranho tem exatamente isso. É um filme muito colorido, cheio de cenas de dia, você consegue ver todas as imagens com muita clareza, e ele é muito rico de detalhes. Mas, para os mais atentos, você vai perceber que ele segue bem a palheta de cores do universo Marvel, e você percebe que ele tem muitos detalhes que remetem a outros heróis, mas sem que você ache que um é uma cópia do outro, claro.

Os efeitos especiais, que efeitos especiais maravilhosos. Como tem muita gente falando por ai, ele lembra muito A Origem (ou Inception, o que você preferir), pois uma das habilidades das personagens é a de dobrar a matéria. As cenas que utilizam desse recurso são simplesmente sensacionais. Sério.

Agora, vamos falar sobre a personagem e já aviso aqui que eu NÃO LI OS QUADRINHOS E DAREI A MINHA OPINIÃO COM BASE NO APRESENTADO NO FILME. Espero ter sido clara. 

Eu não conhecia o Dr. Strange, e eu simplesmente adorei ele. Ele segue muito a linha de alguns outros heróis da Marvel, ou seja, ele tem todo aquele quê irônico que a gente já conhece. Mas achei que ele tem uma coisa especial porque ele é um herói que aprende a ser herói sabe, ele não nasce pronto é a curiosidade e a vontade dele que fazem com que ele se torne quem ele é. Mas o caminho é longo. Ele não é uma personagem da qual se goste logo de cara sabe, ele é arrogante, prepotente e se acha melhor que todas as outras pessoas do mundo. E ele não só se acha, ele fala isso pras pessoas, ele deixa isso bem claro.

Claro que existem outras personagens que permeiam essa história, como por exemplo a Palmer (que é a maravilhosa da Rachel McAdams) que é a quase namoradinha do Strange. Ela não tem nenhuma cena muito longa, mas me lembrou bem a namorada de um certo outro super herói da Marvel. Tem também a Anciã, que eu sei, foi uma adaptação muito adaptação do filme, mas na boa, eu fiquei meio indiferente sabe. A participação dela foi muito resumida e ficou parecendo que ficou faltando alguma coisa pra completar a história.

Tirando esse último detalhe, o filme tem um roteiro bem bom, muita coisa não é explicada, mas não é nada que modifique a sua experiência como espectador. Só o nome em português que ficou meio bizarro né?! Porque o nome da personagem é Steve Strange, não dá pra simplesmente traduzir o título e achar que ninguém vai reparar que tá estranho.

Ah! E antes de ir embora, a cena pós crédito é maravilhosa, então assista. Eu sai desse filme com gostinho de quero mais, e com vontade de colocar em dia as produções da Marvel, que eu dei uma leve abandonada, mas agora voltei a me empolgar de novo.


E você? Já assistiu? Me conta o que você achou!

Me sigam por aí! Instagram / Twitter / Facebook / Snapchat: anaclaudiaplima / Goodreads / Skoob

You May Also Like

0 comentários