EU, MULHER, E O CRISTIANISMO

by - abril 08, 2018

Ia colocar outra foto, mas, achei que essa foto representava bem esse post, essa sou eu, em um acampamento da igreja fazendo uma zueira. (De camiseta do Star Wars)

Já faz tempo que venho pensando no que fazer com esse blog, eu sempre quis que ele fosse um espaço para compartilhar sobre a minha vida, e registrar os pequenos momentos (ou grandes) pelos quais eu tenho passado, mas desde sempre sinto como se eu estivesse simplesmente focando só em uma parte dela (já falei sobre isso aqui) e então, quando olho para cá, é como se eu não fosse 100% verdadeira com o que eu escrevo.

Mas hoje, eu estou aqui, escrevendo. Escrevendo porque, eu finalmente enxergo que aqui é o meu espaço, é onde eu posso levantar discussões e compartilhar pensamentos. Hoje eu também me sinto mais madura para lidar com uma questão muito importante por aqui, que é a minha religião. Hoje eu me sinto segura de compartilhar e criar um diálogo sobre esse assunto.

E eu sei, você ainda não entendeu o título, mas eu juro que eu estou chegando lá.

Um dos pontos que mais me pegou quando eu comecei as várias vidas desse blog é que ainda é muito difícil tratar do papel da mulher dentro da igreja e da vida Cristã no geral.

Eu tenho estuda muito sobre o papel das mulheres na Bíblia, e quanto mais eu estudo, mais eu pesquiso, mais eu entendo que o plano de Deus é que nós todos, homens e mulheres, sejamos iguais. 100% iguais para ser mais exata. Acredito em um feminismo que prega que a luta é por uma sociedade igualitária, com salários iguais, direitos iguais, oportunidades de escolhas iguais. E gente, a Bíblia é isso. Jesus quando veio a Terra pregou a igualdade, e eu não consigo enxergar uma sociedade diferente disso.

Ai, eu sei, vai vir alguém e falar, mas e as passagens escritas por Paulo? Só posso responder que, ler qualquer coisa sem observar o contexto histórico daquilo é querer achar pelo em ovo. Paulo passou por diversos lugares, e em alguns momentos, ele é contraditório no que diz, pois os conselhos dele eram específicos para aquela sociedade em que ele estava e para quem ele estava escrevendo. Ao mesmo tempo em que ele fala que a mulher deve obedecer ao marido para um, ele coloca um homem para servir duas mulheres em outro lugar (Filipenses 4). São lugares diferentes, contextos diferentes. E pensemos, estamos falando de uma sociedade em que as mulheres não podiam nem respirar sem o marido.

Hoje, a nossa realidade é totalmente diferente. As mulheres já alcançaram lugares totalmente inimagináveis. Nós temos poder de escolha, nós temos voz, nós temos força e podemos exercê-la.

Entendo que, viver uma vida no cristianismo é abrir mão da sua vontade, mas para viver a vontade de Deus, única e exclusivamente dele. É entender que Deus dá capacidade igual para homens e mulheres fazerem a sua obra em todas as esferas da sociedade. Não é possível que um Deus que prega o amor ao próximo como principal mandamento seja capaz de fazer essa divisão.

Eu não tirei isso da minha cabeça, juro. Isso é fruto de leitura e estudo, e quanto mais eu leio, inclusive a própria Bíblia, eu consigo enxergar melhor isso, sem contar todas as referências históricas que existem sobre esse assunto. Por isso vou deixar disponível aqui algumas referências de material para que você também possa ler, estudar e tirar suas conclusões.

- Filipenses 4 – Já mencionei no texto, mas vale a pena relembrar (só para deixar claro, Evódia e Sintique são mulheres)
- Todos os podcasts do Bibotalk que tem a Rute Salviano - http://bibotalk.com/?s=rute+salviano
- Livro de Ester
 
Não to aqui para criar regra nem determinar o que está certo ou não. Isso é a minha leitura, e o que Deus tem colocado como tema de estudo no meu coração. Esse é um espaço de diálogo, aberto, e claro, com respeito, espero que criemos um espaço de discussão. Sei que muitas meninas estão atrás desse tipo de conversa, e é  mais do que hora de levantarmos esse diálogo.

You May Also Like

0 comentários